Documento 100 CNBB leitura rápida


PARÓQUIA DE SANTO ANTONIO E NOSSA SENHORA APARECIDA – ITATIBA – SP/2013

síntese do documento 100– CNBB – COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA

A nova paróquia, descrita no documento 104 da CNBB, é aquela que se abre para o enfrentamento dos desafios do século XXI e assume como modelo a ação de Jesus Cristo: proclamar o ano da graça do Senhor (Lc 4,18- 19). Ao redor de Jesus surge uma comunidade onde há igualdade entre homem e mulher, portanto, sem discriminação, e, principalmente, há partilha dos bens.  Jesus fazia missão nas casas: Ao enviar os discípulos, deu-lhes a missão de entrar nas casas do povo e levar a paz (cf. Mt 10,12- 14). Para esta missão, O Espírito Santo concede diversos carismas que acompanham o verdadeiro anúncio evangélico para toda a comunidade cristã:  1) o ensinamento dos apóstolos: ( 1Ts 2,13);   2) a comunhão: ( At 2,44- 45; 4,32; 34- 35); 3) a fração do pão (eucaristia): (Jo 6,11); 4) as orações: (At 5,12b).

A comunidade cristã caminha rumo à Pátria Trinitária ( Fl 3,20). ( 2Pd 3,13). Porém, não vive no espiritualismo descompromissado com a realidade Os olhos cristãos se voltam para a Jerusalém Celeste, mas procura plenificar a graça da Trindade desde agora no mundo, buscando a realização do Reino da Justiça e da vida em abundância para todos (cf. Mt 25,33-44; 1Cor 15,28; Ef 1,10).

No início havia a IGREJA DOMÉSTICA – os cristãos se reuniam nas casas – e nas residências os fiéis professavam a fé, ouviam e celebravam a Palavra, viviam a caridade e oravam a partir de tudo que Jesus ensinou. O surgimento das PARÓQUIAS acontece mais tarde, quando, com o aumento do número dos membros das comunidades, as casas já não comportavam mais as celebrações. As celebrações nos templos tornaram as assembleias cristãs anônimas, com relações frias e distantes, realidade que persiste até os dias de hoje.  Nos dias atuais é urgente a formação de comunidades que propiciem uma real experiência de comunhão com Cristo. O desafio da Igreja é recuperar a fraternidade da Igreja nas casas, pois, relações frias, não criam sentimento de pertença.

Além das relações distantes, há paróquias que concentram as atividades principais na liturgia sacramental e nas devoções, sem preocupação social. Falta-lhes um plano pastoral e os leigos não tomam decisões e nem assumam compromissos. O padre é quem planeja e comanda tudo sozinho. Para superar esta realidade, e que surja uma nova Paróquia, é preciso que a evangelização contemple três dimensões.

1.EVANGELIZAR A PESSOA – Nos dias atuais Muitos vivem sua religiosidade frequentando templos sem nenhuma ligação de fraternidade.      2.EVANGELIZAR A COMUNIDADE – a renovação paroquial depende muito de uma conversão profunda das pessoas e das comunidades para o modelo da ação de Cristo,  3.EVANGELIZAR A SOCIEDADE – Os índices de pobreza e miséria continuam a desafiar qualquer consciência tranquila. A Igreja há de se orientar por valores baseados numa sociedade onde a civilização do amor encontre seu espaço e novas oportunidades. Outro desafio é o aumento do número daqueles que se declaram sem religião, Está em crise o engajamento na paróquia. Para que surja a Nova Paróquia é preciso que os cristãos – a)  Vivam da Palavra – (múnus profético)  a catequese centrada na Palavra de Deus.   b) Vivam da Eucaristia – (múnus sacerdotal) valorizar mais o domingo, redescobrir a beleza da fé que vence o individualismo,   c) Vivam na caridade – (múnus real)  O amor ao próximo exige que os cristãos olhem para aqueles que vivem em condições de vulnerabilidade (situação de risco),

A Nova Paróquia necessita da conversão pessoal e comunitária e que a alegria seja a característica dos que vivem em torno da Palavra de Deus. Através da conversão pastoral, provocada pela Palavra, será possível deixar de praticar a pastoral de manutenção e realizar a pastoral missionária. Principalmente, a Nova Paróquia dependerá de Padres e Bispos chamados a estimular e apoiar a revitalização das Paróquias e suas respectivas comunidades. A renovação paroquial exige que Padres e Bispos estimulem a participação ativa dos leigos da paróquia através da constituição dos diversos Conselhos de Pastoral Paroquial e Comunitário, bem como o Conselho Econômico e, principalmente o COMIPA.  Atividades que mantém a Nova Paróquia são a homilia alicerçada na Palavra de Deus e na vida e o melhor atendimento das pessoas que vivem em diferentes ritmos da vida diária. A setorização – formação de pequenas comunidades- pode ser pela vizinhança, mas também por afinidades. A Nova Paróquia exige constante Formação e por isso a catequese deve ser uma prioridade. A celebração eucarística é fator essencial para o surgimento da Nova Paróquia, desde que elas favoreçam a linguagem do Mistério, o que implica não exceder nas falas, explicações e comentários.  Uma paróquia renovada há de marcar no serviço em favor e no cuidado da vida, especialmente a vida daqueles que estão caídos na beira do caminho. A missão neste momento difícil da pessoa depende da urgente alteração da agenda do pároco para encontrar tempo para acolher, e que pode delegar funções administrativas para leigos. Igualmente, é importante cuidar da pastoral da acolhida, da escuta e do aconselhamento. Ocasião para acolher os afastados pode ser: a iniciação à vida cristã dos adultos; a preparação de pais e de padrinhos para o batismo de seus filhos; a preparação de noivos para o Sacramento do Matrimônio; as exéquias; e a formação de pais de crianças e de jovens da catequese.

CONSIDERAÇÕES FINAIS: É hora de renovarmos as paróquias para que cada pessoa tenha a possibilidade do encontro com Jesus èSomos uma Igreja em caminho que sabe onde deve aportar: a Santíssima Trindade, onde Deus será tudo em todos (cf. 1Cor 15,28).

About these ads
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s